Blog Widget by LinkWithin

11/3/09

CANTANDO POLA IGUALDADE

Hoxe foi un día raro. Tiñamos moitas "baixas" por mor das gripes, gastroenterite, catarros... Empezaba a mañá un pouco tristeira, pero como "quen canta, os males espanta" non fixo falla insistir moito para que uns pouc@s espontáne@s se lanzaran a cantar. E que mellor que aproveitar para seguir insistindo en que "somos iguais". Velaí tendes un coro de voces estupendas que cantan como os anxos e que ademais cren no que están a dicir. DISFRUTADE!!


video

3 comentarios:

  1. Olá senhora maestra e seus alunos
    Hoje começa a Primavera..estação do ano que mais gosto
    para todos vocês uma poesia da vossa amiga portuguesa.

    MANHÃ de primavera
    Nos ares voa um cântico festivo ?
    Leve rumor de voz, barulho vivo,
    Ao sol, que reverbera.

    Tudo verde e cheiroso!
    Longes florestas, próximas campinas,
    E, em tudo, a palpitar como asas finas,
    Um frêmito de gozo.

    Por toda a parte flores!
    Áureas, roxas, azuis, brancas, vermelhas...
    E, em zumbidora orquestra, andam abelhas
    Correndo os arredores.

    Gorjeiam passarinhos...
    E Lídia vai seguindo alegremente,
    Num bem?estar de espírito contente,
    Ao longo dos caminhos.

    Orla, um ribeiro, a mata,
    Alvo, entre margens de veludo eterno;
    O gaio azul do céu de um brilho terno
    Nas águas se retrata.

    Serena paz bendita,
    Como um perfume, estende?se por tudo...
    E, olhos abertos, cauteloso e mudo,
    Fiel a cauda agita.

    E os olhos tão suaves
    De Lídia, e os doces lábios cor-de-rosa,
    Riem?se à luz do sol, fina e radiosa,
    E ao cântico das aves.
    Z.R.

    ResponderEliminar
  2. Un fermoso agasallo!! Moitas grazas, Marieke!!
    Palabras como as túas son un aloumiño para o corazón.
    Unha aperta

    ResponderEliminar
  3. Ruben 1º31/3/09 13:02

    mis amigos cantaron bien se equivocaron un poco.

    ResponderEliminar